A solidariedade que vem da Reforma Agrária Popular

por Adriana Medeiros Farias, Manoel Dourado Bastos e Rozinaldo Antonio Miani*

Fotos: Wellington Lennon e Igor de Nadai

Em tempos de barbárie provocada pela extrema e perversa exploração capitalista – agravada pela emergência de uma pandemia causada pelo novo coronavírus -, a mercantilização dos bens da natureza atingiu patamares inimagináveis e insuportáveis. O capital financeiro internacional avança e segue transformando tudo em mercadoria: a terra, a água, o ar, a vida. A destruição das florestas, a concentração e a estrangeirização da terra, a liberação dos agrotóxicos, a exploração dos trabalhadores e trabalhadoras do campo têm atingido níveis ofensivos com impactos destrutivos para a humanidade. Nesse contexto, o agronegócio, expressão máxima das políticas do latifúndio, emerge como a principal referência de atendimento aos interesses das burguesias nacional e internacional e procura se impor como o modelo de economia rural para o país.

Continuar lendo “A solidariedade que vem da Reforma Agrária Popular”

Movimento Solidário de Londrina vê inércia dos governos em atender mais vulneráveis à pandemia

Como reação, grupo formula documento em que pede a suspensão da cobrança de tributos e taxas, além de isenções, como transporte público para trabalhadores; manifesto já chegou à Presidência da República

Cecília França

Logo no início da pandemia do novo Coronavírus dois grupos humanistas de Londrina vislumbraram as consequências da crise e se uniram para dar apoio às populações mais vulneráveis. Assim nasceu o Movimento Solidário 2020, do qual fazem parte o MPAC-PAL (Movimento Popular Contra a Corrupção: Por Amor a Londrina) e o MNDH/PR (Movimento Nacional de Direitos Humanos- Paraná). Diante do que considera uma inércia do Poder Público nas três esferas, o Movimento solicita a suspensão da cobrança de impostos, taxas e contribuições enquanto vigorar o estado de emergência decorrente da pandemia. O documento com as propostas será protocolado hoje, às 14h, na Prefeitura de Londrina. Governos estadual e federal já receberam suas cópias.

Continuar lendo “Movimento Solidário de Londrina vê inércia dos governos em atender mais vulneráveis à pandemia”

Movimento Nacional dos Direitos Humanos e apoiadores assistem famílias vulneráveis em Londrina

Mais de 400 famílias de ocupações, indígenas e estrangeiros já receberam doações de alimentos e produtos de higiene; arrecadações continuam

Rede Lume de Jornalistas

Um coletivo de humanistas, encabeçado por Carlos Enrique Santana, do Movimento Nacional dos Direitos Humanos (MNDH) está mobilizado desde o início da crise do Coronavírus a fim de minimizar o impacto para famílias mais vulneráveis de Londrina. O coletivo trabalha na arrecadação e doação de mantimentos e já assistiu mais de 400 famílias nas ocupações Flores do Campo, Aparecidinha, Marieta, Maristela e Cristal, além de indígenas e estrangeiros em situação de vulnerabilidade.

Continuar lendo “Movimento Nacional dos Direitos Humanos e apoiadores assistem famílias vulneráveis em Londrina”

Campanha arrecada mantimentos para detentas em Londrina. Saiba como ajudar

Cecília França

Advogados de Londrina estão promovendo uma arrecadação de mantimentos a serem doados para as mulheres encarceradas na região. As arrecadações seguem até o próximo dia 8 de março e a intenção é atender cerca de 400 mulheres.

Continuar lendo “Campanha arrecada mantimentos para detentas em Londrina. Saiba como ajudar”