MP denuncia policiais militares de Londrina por homicídio

Morte de Lucas Hendrik Riedlinger dos Santos, em julho do ano passado, teria sido por vingança

Nelson Bortolin

O Ministério Público do Estado do Paraná denunciou os policiais militares Ederson Aparecido Dias, Nelcindo Zanchi Júnior, Victor Hugo de Mattos Bocate e Fábio José da Rocha, de Londrina, pelo homicídio do jovem Lucas Hendrik Riedlinger dos Santos, 22 anos, ocorrido dia 12 de julho de 2019, no Conjunto Mister Thomas (zona norte de Londrina).

Continuar lendo “MP denuncia policiais militares de Londrina por homicídio”

Comandante do 5º Batalhão avalia relação da PM com a comunidade

Major Nelson Villa se nega a estigmatizar bairros pobres e aponta motivos para má imagem da polícia nesses locais

Nelson Bortolin (colaborou Cecília França)
Rede Lume de Jornalistas

“Não existe nenhuma incompatibilidade entre Direitos Humanos e Polícia. As organizações de Direitos Humanos são essenciais para o exercício da democracia”. Numa época em que o presidente da República defende torturadores e o armamento indiscriminado da população, é difícil imaginar que as frases acima tenham sido pronunciadas por um policial. Mas foi o Major Nelson Villa, comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar de Londrina, quem as pronunciou.

Na PM desde 1991, Villa assumiu o comando do 5º BPM no final de julho, após passagem pelo comando da 4ª Companhia Independente – responsável pelo policiamento na Zona Norte da cidade. A Lume foi até a sede da PM no dia 22 de agosto ouvir o comandante sobre a relação da Polícia com a sociedade. Por que os moradores das periferias têm uma imagem tão ruim da instituição? Direitos Humanos e política de segurança pública são conciliáveis? Qual o efeito que as declarações agressivas de Jair Bolsonaro têm sobre os policiais?

Continuar lendo “Comandante do 5º Batalhão avalia relação da PM com a comunidade”

Mortes em confronto com a Polícia crescem mais de 100% em Londrina

OAB pede explicações às autoridades; comandante da PM diz à Lume que número de operações aumentou em resposta à criminalidade

Cecília França e Nelson Bortolin
Rede Lume de Jornalistas

Foto: Divulgação PM

A Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseção Londrina, apurou que em todo o ano passado houve 23 mortes em confronto com agentes de segurança na cidade (22 com PMs e uma com Guarda Municipal). Em 2019, somente até julho, já foram 24. Segundo a presidente da comissão, Paula Vicente, a OAB está buscando respostas que expliquem este aumento de óbitos.

Continuar lendo “Mortes em confronto com a Polícia crescem mais de 100% em Londrina”