Candidatos a prefeito são convidados a assumir compromissos com a população de rua

Seminário promovido nesta segunda-feira (9) pelo Práxis Itinerante Pop Rua da UEL e parceiros pretende informar postulantes sobre direitos dessas pessoas

Cecília França

Foto em destaque: Bruno Mazonni

Acontece na manhã desta segunda-feira (9), de forma virtual, o II Seminário Temático Práxis Itinerante Pop Rua, com as presenças dos candidatos a prefeito de Londrina. O evento tem como objetivo fornecer informações sobre a população de rua por meio de uma mesa-redonda com as participações de representantes do Ministério Público do Paraná e da Defensoria Pública da União.

Continuar lendo “Candidatos a prefeito são convidados a assumir compromissos com a população de rua”

Como debater política sem agredir

Live do Observatório da Gestão Pública de Londrina discute tema nesta quinta-feira (5) sob a perspectiva da Comunicação Não Violenta

Nelson Bortolin

Foto em destaque: Érika Zanon, em foto de arquivo pessoal, durante roda de conversa sobre CNV promovida em 2019

Como debater política com quem pensa diferente de você? Este é o tema da live que o Observatório de Gestão Pública de Londrina (OGPL) realiza com as jornalistas Érika Zanon e Carolina Avansini, ambas de Londrina, nesta quinta-feira (5), às 19 horas.

O assunto será debatido na perspectiva da Comunicação Não Violenta (CNV), abordagem desenvolvida pelo psicólogo norte-americano Marshall Rosenberg. Zanon é facilitadora do método.

Continuar lendo “Como debater política sem agredir”

Projetos sociais sentem impacto da alta dos alimentos

Ativistas de Londrina relatam aumento na demanda por ajuda e maior dificuldade na obtenção de apoios; comida mais cara explica parte do problema

Cecília França

Foto em destaque: Isaac Fontana

A alta no preço dos alimentos durante a pandemia tem causado impacto em projetos sociais desenvolvidos na periferia de Londrina. Ao mesmo tempo em que a demanda por alimentos e outros itens básicos vem aumentando o número de apoiadores vem caindo. Uma consequência direta da crise. De acordo com pesquisa mensal coordenada pelo Núcleo de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Nupea), a cesta básica na cidade ficou R$ 65 mais cara de março até outubro.

O valor corresponde a um aumento de 15,8% no período. Em março, uma cesta para um adulto custava R$ 412,64; em outubro, R$ 478; para uma família de quatro pessoas o valor subiu de R$ 1.238 para R$ 1.434. Para efeitos de comparação, no mesmo período do ano passado o preço da cesta em Londrina caiu 13%. A pesquisa mensal é coordenada por economistas da Universidade Tecnológica Federal (UTFPR) e da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Continuar lendo “Projetos sociais sentem impacto da alta dos alimentos”

Família apresenta ao MP denúncia contra guardas por agressão a adolescente

Caso já foi denunciado a outros órgãos competentes; corregedoria do município investiga responsabilidades

Cecília França

Foto em destaque: reprodução RPC

A família do adolescente de 17 anos agredido por guardas municipais no último fim de semana em Londrina formalizou ontem denúncia no Ministério Público. O caso foi encaminhado, inicialmente, para a 17ª Promotoria que, após análise, o remeteu à 29ª por se tratar de crime contra adolescente*.

A peregrinação da família por órgãos competentes teve início ainda no domingo, quando registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia do Adolescente. No dia seguinte a denúncia foi levada à Corregedoria do Município e à Ouvidoria da Guarda Municipal. A vítima também passou por exame de lesão corporal no Instituto Médico Legal (IML).

Continuar lendo “Família apresenta ao MP denúncia contra guardas por agressão a adolescente”

Casos de Covid-19 em Londrina se aproximam da média nacional

São 21.892 doentes por um milhão de habitantes, ou 84% do indicador nacional

Nelson Bortolin

Levantamento feito pela Lume mostra o quanto a pandemia do novo coronavírus demorou para chegar em Londrina. E que, neste momento, a desaceleração dos casos de Covid-19 é menor na cidade que na média brasileira.

Continuar lendo “Casos de Covid-19 em Londrina se aproximam da média nacional”

Londrinenses relatam potencial transformador do circo

Artistas formados pela Escola de Circo de Londrina contam como a diversão se tornou profissão e mudou suas vidas

Cecília França

A arte encanta, questiona, mobiliza. A arte assusta, surpreende, emociona. A arte tem o potencial de mudar vidas. Foi por meio da arte circense que Luiz Gustavo Moreira, 30, Karol Queisada, 32, Alisson Almeida, 26, e Nicole Feliz Rodrigues, 28, descobriram uma nova forma de viver. Cada um deles desbravou o próprio caminho, aqui ou no exterior. Em comum, têm a formação pela Escola de Circo de Londrina, por onde já passaram cerca de mil alunos somente no curso profissionalizante.

Continuar lendo “Londrinenses relatam potencial transformador do circo”

‘Picadeiro virtual’: Festival de Circo de Londrina tem programação inteiramente online

Evento começa hoje e segue até domingo (01) com apresentações de várias partes do mundo e debates sobre a importância social do circo

Cecília França

A arte circense não passou ilesa às demandas impostas pela pandemia da Covid-19 e precisou adequar sua linguagem ao mundo virtual. Por meio de parcerias, integrantes da Associação Londrinense de Circo (ALC) se capacitaram e estão ofertando toda a programação do 16o Festival de Circo de Londrina de forma online. A partir de hoje até domingo (01) serão exibidos, pelo YouTube, espetáculos de artistas de todo o mundo e debates sobre a importância social do circo.

A programação reúne apresentação inédita da troupe Aero Circus, espetáculo de circo feminista, reunião de ex-alunos da Escola de Circo de Londrina, entre outras atrações. Sérgio Oliveira, da ALC, conta que os parceiros do festival – Rede Circo do Mundo Brasil, Pluriverso e Cultivo Comunicação – foram essenciais para viabilizar a realização desta edição.

“Foi um desafio. A gente já tinha tido outras experiências online, mas não com o porte desse festival”, diz ele. “A gente está tendo que aprender a dominar várias tecnologias, coisas do audiovisual, tem feito muitas gravações em vídeo e editado, então é um território que estamos aprendendo ainda”. Por mais um ano, o festival acontece sem patrocínio específico e a ALC precisou fazer acrobacias com recursos de projetos já existentes.

“Isso tem gerado uma maior dificuldade pra gente poder ofertar uma programação de qualidade e até mesmo com uma dimensão maior que a internet propicia”, comenta Oliveira. Na edição passada, o festival envolveu entre 30 e 40 mil pessoas em todos os seus dias de atividades. Na internet, o limite simplesmente deixa de existir.

Confira a programação completa.

Para além das acrobacias

“A educação libertadora do circo” é o tema do debate que abre o festival, hoje, às 16h. A programação segue com uma roda de samba com grupos da Casa Bom Samaritano e Morada de Deus e finaliza às 22h com o Cabaré Virtual de variedades. A programação foi dividida por temas. Com o #CircoemPauta os organizadores pretendem abrir a discussão do circo para além do corpo.

“Ela traz o que algumas pessoas estão chamando de acrobacia mental. Muita gente acha que circo é só corpo, mas é muito mais que isso”, destaca Oliveira. Para ele, a classe artística, de forma geral, minimiza a importância da arte circense ao eleger como prioridade algumas áreas com maior aceitação social. “A gente sabe que existe uma visão distorcida do potencial civilizatório do circo, da capoeira, do hip hop, por exemplo. (Um reflexo disso) mesmo com 15 edições do festival já realizadas a gente não consegue atingir a grande mídia”, lamenta.

Para Oliveira, a pandemia traz a oportunidade de rever políticas públicas voltadas para as periferias, onde a ALC tem grande atuação. Além da Escola de Circo, fundada em 2004 na Zona Norte, a associação mantém projetos em parceria com a Secretaria de Assistência Social em que atende adolescentes, população de rua, idosos e crianças em situação de abrigamento. É a arte do circo ajudando a romper não apenas os limites do corpo, mas também os ciclos de vulnerabilidade.

‘Eu, sem cores, nada seria’

Socióloga usa o olhar colorido com que encara a história de luta de sua própria família para retratar em fotos o cotidiano de mulheres trabalhadoras

Por Mariana Guerin, jornalista e confeiteira em Londrina. Adoça a vida com quitutes e palavras

Uma mulher criada sozinha pela mãe e que se tornou a primeira da família a concluir a universidade. Uma garota que ousou não frequentar as aulas de religião, mas que resgata animais. Uma menina que foi abandonada pelo pai mas que escolheu fotografar o colorido das diferentes realidades das mulheres pobres trabalhadoras braçais. Com apenas 22 anos, Kimberly Nobille tem muita história para contar. E muito exemplo para dar.

Continuar lendo “‘Eu, sem cores, nada seria’”

Auxílio emergencial: antes, agora e depois

Benefício tirou 15 milhões de brasileiros da pobreza, mas redução em setembro e encerramento no fim do ano geram preocupação

Fábio Galão

Em setembro, o governo federal começou os pagamentos da segunda fase do auxílio emergencial, chamado residual, com parcelas no valor de R$ 300. Na primeira fase, quando o benefício era chamado de auxílio emergencial pleno, foram pagas parcelas de R$ 600. Principal medida do governo Jair Bolsonaro para mitigar os estragos econômicos da pandemia de covid-19 no Brasil, o auxílio foi o principal responsável pela melhora na avaliação do presidente e deve impedir que a recessão brasileira seja ainda maior em 2020.

Continuar lendo “Auxílio emergencial: antes, agora e depois”

Outubro Rosa: Saúde libera mais de 2 mil exames de mamografia em Londrina

Outros 3 mil exames preventivos de colo de útero estão disponíveis para mulheres ao longo do mês; agendamento deve ser feito nas Unidades de Saúde

Cecília França

A Secretaria de Saúde de Londrina disponibiliza neste mês 2.510 mamografias para mulheres que se enquadram nos critérios para realização anual do exame. A iniciativa faz parte da campanha Outubro Rosa, período de conscientização sobre a prevenção do câncer de mama, e também pode reverter a queda na realização do procedimento decorrente da pandemia do novo coronavírus. Do início do ano até o mês de setembro, o município havia disponibilizado 1.444 mamografias, das quais pouco mais da metade, 746, foi realizada.

Continuar lendo “Outubro Rosa: Saúde libera mais de 2 mil exames de mamografia em Londrina”