Coletivo apoia travestis e transexuais em vulnerabilidade social

Criado em Londrina, “Ubuntu – Sou porque somos” leva cestas básicas para público desassistido de políticas do governo

Nelson Bortolin

Apoiar travestis e transexuais em vulnerabilidade social durante a pandemia do novo coronavírus é o objetivo do Coletivo “Ubuntu – Sou porque somos”, criado em Londrina. Em parceria com a Secretaria Municipal de Política para Mulheres, o grupo arrecada e doa cestas básicas para essa parcela desassistida da população. “Em parceria com o projeto UEL solidária, também já fizemos doação de produtos de limpeza e higiene pessoal”, conta Vinícius Bueno, um dos integrantes do coletivo.

Continuar lendo “Coletivo apoia travestis e transexuais em vulnerabilidade social”

Pessoas em situação de rua são tiradas de terreno para início da construção do SAMU

Em condições extremamente precárias, posto desativado abrigava pessoas há vários anos

Cecília França

Foto: Emerson Dias/NCom

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, anunciou na última segunda-feira (27) o início das obras da nova sede do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). O local, onde aconteceu a cerimônia – um antigo posto desativado na Avenida Dez de Dezembro – até poucas horas antes servia de abrigo para pessoas em situação de rua. As condições eram de altíssima insalubridade e vulnerabilidade.

Continuar lendo “Pessoas em situação de rua são tiradas de terreno para início da construção do SAMU”

A cultura de Londrina pede socorro

Artistas e produtores culturais pedem medidas urgentes do poder público para garantir sobrevivência na pandemia; secretaria aponta continuidade da política de financiamento

Cecília França

“Londrina pulsa cultura e arte”. A frase constante no manifesto escrito e falado do Fórum Permanente da Cultura expressa a pura realidade da cidade, dos grandes festivais à arte exibida e vendida nos calçadões. Mas essa cultura encontra-se asfixiada. Precisa urgentemente respirar. Há quatro meses não se tem shows com público, não se tem teatro, não se tem música ao vivo nos bares, não se tem rodas de histórias. A pandemia do novo Coronavírus, que nos abrigou ao isolamento, imobilizou grande parte da economia criativa.

Algumas atividades possíveis estão sendo desenvolvidas nas plataformas digitais, a partir, principalmente, da adaptação de projetos anteriormente aprovados pelo Programa Municipal de Fomento à Cultural (Promic). Outras, simplesmente aguardam o retorno à normalidade, sabe-se lá quando. “Vivemos com nosso público. Subsistimos do nosso trabalho. Fomos os primeiros a parar e seremos os últimos a voltar”, diz o vídeo-manifesto, um quase jogral suplicante por medidas emergenciais.

Continuar lendo “A cultura de Londrina pede socorro”

Representatividade com alegria

Graffitis com temática afrobrasileira do artista de rua Carão espalham sorrisos coloridos pelas ruas de Londrina e do mundo

Por Mariana Guerin, jornalista e confeiteira em Londrina. Adoça a vida com quitutes e palavras

Contar histórias é um privilégio. E poder conhecer um pouco do que inspira este artista londrinense tão importante para a arte afrobrasileira num momento tão desafiador para o movimento antiracista torna-se quase uma obrigação. A lição que aprendi com o Carão, e que espero que toque os leitores também, é muito simples, mas especialmente verdadeira: “A periferia é um baú de talentos em todas as áreas. Vamos ficar atentos a isso”.

Continuar lendo “Representatividade com alegria”

Doar para comemorar

Em comemoração ao Dia do Agricultor Familiar, MST doa mil marmitas em Curitiba

Olga Leiria (texto e fotos)

De Curitiba

No próximo sábado, dia 25 de julho, comemora-se o Dia do Agricultor Familiar. Uma data para celebrar o respeito com aquele que produz o alimento que chega em nossas casas. Quando passamos pela gôndola do mercado, não imaginamos quantas histórias estão por trás da batata, mandioca, alface, couve, laranja. A grande maioria é produzida por famílias que dedicam sua vida a trabalhar com a terra. Dias esperando a chuva cair e outros, esperando ela passar.

Continuar lendo “Doar para comemorar”

Mortes violentas de pessoas em situação de rua preocupam Movimento: “Crimes de ódio”

Em pouco mais de um mês, três homens foram encontrados carbonizados: dois no Paraná e um em São Paulo

Cecília França

No dia 14 de junho, o corpo de um homem de 60 anos foi encontrado carbonizado embaixo de um viaduto no Bairro Boqueirão, em Curitiba. Conhecido como Edivaldo, ele estava em situação de rua. Anteontem, em Foz do Iguaçu, outro homem, ainda não identificado, foi assassinado em frente a um mototáxi onde costumava dormir. Um suspeito foi preso por atear fogo nele. Outro caso semelhante ocorreu no fim de semana em São Paulo.

Continuar lendo “Mortes violentas de pessoas em situação de rua preocupam Movimento: “Crimes de ódio””

Ao reabrir praças de alimentação, prefeitura contraria orientação do Coesp

Secretário de saúde diz que município decidiu ‘bancar’ a decisão

Cecília França
Nelson Bortolin

Foto destaque: Pixabay

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, anunciou no último domingo a reabertura das praças de alimentação dos shoppings centers da cidade, limitadas a 50% da capacidade de público. A decisão contraria orientação do Coesp (Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública) que, em reunião na semana passada, deliberou pela manutenção das medidas restritivas até então vigentes.

Continuar lendo “Ao reabrir praças de alimentação, prefeitura contraria orientação do Coesp”

Militância luta contra vulnerabilidade da população trans e travesti

Grupo de Apucarana ampara comunidade T com mantimentos e informação durante a pandemia

Cecília França

No último dia 20 de junho, Renata Borges atravessou a avenida mais movimentada de Apucarana (a 54 km de Londrina) em cima de um trio elétrico rumo à prefeitura. Ao microfone, discursava em defesa dos direitos da população transexual e travesti, reduzida, em sua maioria, à condição de prostitutas. “Nós estamos cansadas de ser prostitutas”, bradava. “Nós queremos trabalho. Nós queremos discutir o uso do banheiro. É incrível que, em 2020, a gente ainda tenha que discutir acesso ao banheiro”, dizia, referindo-se ao banheiro público situado na rodoviária da cidade.

A situação de vulnerabilidade das pessoas trans e travestis é uma realidade altamente agravada pela pandemia do novo Coronavírus. Pesquisa do coletivo VoteLGBT – realizada entre 28 de abril e 15 de maio com mais de 10.000 integrantes da comunidade LGBTQIA+ do país – identificou o grupo como o mais vulnerável no atual contexto, próximo dos pretos, pardos e indígenas e dos bissexuais, mas ainda à frente.

“Quando chegou essa Covid foi de rasgar o coração, porque fecham-se as lojas, os comércios, a indústria, vai refletir lá na ponta, que são as prostitutas. Não tendo clientes, não tem o que botar na mesa”, conta Renata. As travestis ficaram desassistidas de mantimentos e de informação. A solução foi agir.

Continuar lendo “Militância luta contra vulnerabilidade da população trans e travesti”

MP denuncia policiais militares de Londrina por homicídio

Morte de Lucas Hendrik Riedlinger dos Santos, em julho do ano passado, teria sido por vingança

Nelson Bortolin

O Ministério Público do Estado do Paraná denunciou os policiais militares Ederson Aparecido Dias, Nelcindo Zanchi Júnior, Victor Hugo de Mattos Bocate e Fábio José da Rocha, de Londrina, pelo homicídio do jovem Lucas Hendrik Riedlinger dos Santos, 22 anos, ocorrido dia 12 de julho de 2019, no Conjunto Mister Thomas (zona norte de Londrina).

Continuar lendo “MP denuncia policiais militares de Londrina por homicídio”

Palestrante emprega inquietação e curiosidade no combate às fake news

Arthur Igreja se apropria de seus conhecimentos sobre tecnologia e inovação para ensinar como se adaptar ao ‘novo normal’ exigido pelo isolamento social

Mariana Guerin

“As palavras que me definem são inquieto e curioso. Tenho muita disciplina para realizar meus projetos para que não se tornem devaneios ou aquela curiosidade que não se concretiza.” Este é Arthur Igreja, TEDx speaker e especialista em Tecnologia, Inovação e Tendências. Nascido em Videira (SC), crescido em Toledo, no oeste paranaense, e vivendo desde 2017 em Curitiba, Igreja tornou-se uma importante fonte de ideias quando o assunto é o “novo normal” trazido pela pandemia do novo Coronavírus.

Continuar lendo “Palestrante emprega inquietação e curiosidade no combate às fake news”