Caso de mãe que perdeu a guarda do filho no Paraná mobiliza mulheres na rede

Paraguaia, Patrícia Garcia aponta preconceito étnico-religioso no processo; denúncia a acusa de negligência nos cuidados com o bebê

Cecília França

Há quase três meses, a paraguaia Patrícia Garcia, moradora de Foz do Iguaçu (Oeste do Paraná), divulga na internet sua luta para reaver a guarda do filho, retirado dela e entregue para o pai com pouco mais de 1 ano, ainda em fase de amamentação. Em seu perfil no Instagram ela tem mobilizado milhares de pessoas, especialmente mulheres, de várias partes do país em torno do caso. Um abaixo-assinado virtual que pede a reversão da guarda somava ontem 107 mil assinaturas.

Continuar lendo “Caso de mãe que perdeu a guarda do filho no Paraná mobiliza mulheres na rede”

Auxílio emergencial: antes, agora e depois

Benefício tirou 15 milhões de brasileiros da pobreza, mas redução em setembro e encerramento no fim do ano geram preocupação

Fábio Galão

Em setembro, o governo federal começou os pagamentos da segunda fase do auxílio emergencial, chamado residual, com parcelas no valor de R$ 300. Na primeira fase, quando o benefício era chamado de auxílio emergencial pleno, foram pagas parcelas de R$ 600. Principal medida do governo Jair Bolsonaro para mitigar os estragos econômicos da pandemia de covid-19 no Brasil, o auxílio foi o principal responsável pela melhora na avaliação do presidente e deve impedir que a recessão brasileira seja ainda maior em 2020.

Continuar lendo “Auxílio emergencial: antes, agora e depois”

O ser humano por trás da agressão

José Soriani, filmado sendo expulso com água da frente de um restaurante em Londrina, conta sua história à Lume

Cecília França

José Soriani nos recebeu de forma simpática na mesma calçada em que foi gravado sendo expulso com água da porta de um restaurante em Londrina. Ele não viu o vídeo que tanta reação social causou, contra e a favor da ação do comerciante. “Fiquei sabendo pelo pessoal”, diz, sem pedir para assistir. Parecia bem menos debilitado que na gravação. Os olhos avermelhados estavam vivos, a barba por fazer o incomodava. Faz uma referência rápida ao mau cheiro, teme que nos incomode, mas não reclama. “Eu tô bem, tô sossegado. Tranquilo e elegante”, fala com bom humor.

Continuar lendo “O ser humano por trás da agressão”

Entidade alerta ONU sobre falhas do Brasil no enfrentamento a desaparecimentos forçados

Instituto Vladimir Herzog enviou informes sobre esvaziamento da investigação de crimes da ditadura, celebração do regime militar e interpretação da Lei de Anistia que tem gerado impunidade

Fábio Galão, especial para a Lume

Durante a 45ª Sessão Ordinária do Conselho de Direitos Humanos (CDH) da Organização das Nações Unidas (ONU), realizada virtualmente entre 14 de setembro e a última terça-feira (6), o Instituto Vladimir Herzog (IVH), de São Paulo, enviou informes para contribuir com o Grupo de Trabalho sobre Desaparecimentos Forçados ou Involuntários e a Relatoria sobre Justiça, Verdade, Reparação e Garantias de Não Repetição do organismo multilateral.

Continuar lendo “Entidade alerta ONU sobre falhas do Brasil no enfrentamento a desaparecimentos forçados”

‘Tais cenas nos obrigam a nos deparar com aqueles demarcados como não humanos’, diz psicóloga

Vídeo de idoso em situação de rua expulso da calçada de um restaurante são metáforas de uma sociedade opressiva salientada pela pandemia, avalia Flávia Carvalhaes

Cecília França

“A Covid- 19 se instaurou sem pedir licença e nos fez deparar com realidades que sempre existiram e que agora se precipitaram”, explica a psicóloga Flávia Fernandes de Carvalhaes, 42, dedicada ao trabalho e estudo com populações vulneráveis em Londrina. Na última década, Carvalhaes atuou junto a adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas e, por um período mais curto de tempo, com a população de rua.

Doutora em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), ela classifica cenas como a registrada na última semana, em que o proprietário de um restaurante joga água para expulsar um idoso de situação de rua da calçada, como “metáforas” da nossa formação social, pela qual alguns grupos e cidadãos são considerados sujeitos de direitos enquanto outros apresentam-se como inferiores.

Continuar lendo “‘Tais cenas nos obrigam a nos deparar com aqueles demarcados como não humanos’, diz psicóloga”

Mortes por covid-19 em setembro superam julho e agosto somados em Londrina

Mesmo com medidas mais restritivas que nos meses anteriores, cidade registrou 4,3 mil casos e 90 óbitos em 30 dias

Adriana Ito, especial para a Lume

No pior mês desde o início da pandemia de covid-19, Londrina lamentou a perda de três vidas por dia em decorrência da doença. De 1º a 30 de setembro, foram registrados 4.296 casos e 90 novas mortes no município.

Continuar lendo “Mortes por covid-19 em setembro superam julho e agosto somados em Londrina”

‘Espero devolver orgulho ao gueto’

Por meio de ações culturais, como a rede de bibliotecas comunitárias, o rapper Leandro Palmerah transforma realidades no Residencial Vista Bela

Por Mariana Guerin, jornalista e confeiteira em Londrina. Adoça a vida com quitutes e palavras

Um menino preto nascido na periferia, que cresceu na rua, vendo a mãe cuidar do filho do patrão. Um garoto que reprovou na escola e se apegou à música para entender a dura realidade em que vivia. Um homem que se reinventou e decidiu transformar a rotina de muitas crianças pobres por meio da cultura. Essa é a história do rapper, produtor cultural e futuro bibliotecário Leandro Claudino da Silva, o Palmerah.

“Meu apelido vem dos campinhos de futebol. Eu era pequeno quando começaram a me chamar de Palmeirinha por conta do meu time do coração, o Palmeiras. Daí vem o Palmerah”, conta.

Continuar lendo “‘Espero devolver orgulho ao gueto’”

Candidaturas de trans e travestis miram visibilidade

Representantes da população LGBTI+ concorrem a vagas nas próximas eleições municipais para que seja dada voz na vida pública a quem é historicamente silenciado

Fábio Galão, especial para a Lume

Com o início da campanha eleitoral no último domingo (27), os candidatos a prefeito e vereador deram a largada em uma disputa para ver qual voz falará mais alto nas eleições de novembro e na vida pública dos municípios pelos próximos quatro anos. Uma voz historicamente silenciada e perseguida no Brasil tenta se destacar: a da comunidade de transexuais e travestis.

Continuar lendo “Candidaturas de trans e travestis miram visibilidade”

‘Resistência traz potência’

Mãe de três meninas, educadora e mobilizadora, Luana Oliveira é o Conexões Londrina, projeto que é ponte entre recursos e favela em Londrina

Por Mariana Guerin, jornalista e confeiteira em Londrina. Adoça a vida com quitutes e palavras

Lua: satélite que reflete a luz do sol, iluminando a escuridão, dando norte a quem está perdido. Um apelido carinhoso que bem representa a alma da carioca radicada em Londrina há 18 anos, Luana Gomes Maciel Oliveira. Ela iniciou um trabalho de ações comunitárias no município que se tornou fundamental para muitas famílias carentes durante a pandemia do novo coronavírus: o Conexões Londrina.

Continuar lendo “‘Resistência traz potência’”

Aos 30 anos, Código do Consumidor precisa entrar na era digital

Especialistas apontam que inserção de itens específicos sobre compras online é maior necessidade de atualização da norma

Fábio Galão, especial para a Lume

Norma que revolucionou a relação entre quem oferece e quem compra produtos e serviços no Brasil, o Código de Defesa do Consumidor (CDC) completa 30 anos com o desafio de entrar na era digital. Especialistas são unânimes em apontar como principal demanda a inclusão de itens específicos sobre o e-commerce, modalidade de varejo que não existia em 11 de setembro de 1990.

Um estudo do Movimento Compre&Confie em parceria com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) mostrou que o faturamento do comércio online cresceu 56,8% de janeiro a agosto deste ano no Brasil na comparação com o mesmo período em 2019 e chegou a R$ 41,92 bilhões, reflexo direto da pandemia de covid-19.

Continuar lendo “Aos 30 anos, Código do Consumidor precisa entrar na era digital”