Cara gente branca

por Paula Vicente e Rafael Colli, integrantes da Comissão de Direitos Humanos da OAB/Londrina

Em nossa última coluna abordamos a necropolítica do Estado, que mata os corpos indesejáveis e busca uma limpeza étnica e estética. Dissemos, quando Ághata foi assassinada em 2019 pela mesma polícia que assassinou João Pedro no mês passado, que tais mortes são fruto do racismo estrutural que permeia nossa sociedade e, sobretudo, o Estado.

Mas não é apenas o Brasil que sofre cotidianamente com o racismo. No último dia 25, um homem preto foi fria e violentamente assassinado por uma policial branco nos EUA. George Floyd foi sufocado até a morte diante das câmeras. Sua morte causou uma reação não vista desde o assassinato de Martin Luther King Jr., em 1968. Protestos eclodiram pelo país e pelo mundo, em um grito contra a violência policial e contra o racismo.

Continuar lendo “Cara gente branca”

Coronavírus: brasileiros relatam experiências com a pandemia no exterior – Ana Malacrida Dugan, EUA

Professora paranaense está isolada há im mês em cidade do Estado de Nova York; Estados Unidos têm o maior número de casos e mortes e mortes por Covid-19 do mundo

Cecília França

A professora Ana Paula Malacrida Dugan, 38, não sai da casa onde reside com o marido e a filha, em Saratoga Springs, estado de Nova York, desde 17 de março. A faculdade em que ministra aulas optou por terminar o semestre letivo online, por isso, ela também deixou de levar a filha para a casa da cuidadora que a assistia nos dias de trabalho. As duas permanecem em casa todo o tempo.

Continuar lendo “Coronavírus: brasileiros relatam experiências com a pandemia no exterior – Ana Malacrida Dugan, EUA”