Desemprego e pandemia: Londrina fecha mais de 7 mil postos de trabalho

Outros 37 mil trabalhadores tiveram contratos suspensos ou reduções de jornadas e salários

Cecília França

Desde o início da pandemia, no mês de março, até o final de julho, Londrina fechou 7.021 vagas de emprego com carteira assinada. Os dados são os mais recentes do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Comércio e serviços foram os setores mais afetados. O grande número de desligamentos se concentra no mês de abril, com saldo negativo de 3.867 vagas. O período coincide com o primeiro fechamento do setor produtivo, decretado pela prefeitura entre 20 de março e 20 de abril, em função da pandemia do novo Coronavírus. O primeiro caso na cidade foi confirmado em 17 de março.

De março a julho foram 18.573 admissões e 25.594 demissões na cidade. Apenas a agropecuária manteve saldo positivo de 17 vagas; todos os outros setores fecharam com queda (veja abaixo). Serviços teve o saldo mais negativo: 3.739 vagas a menos, com grande concentração nos segmentos de alojamento e alimentação (-1.415), entre os mais afetados pelo isolamento social decorrente da pandemia. Na sequência, aparece o setor comercial com a maior perda de vagas: -2.077.

Continuar lendo “Desemprego e pandemia: Londrina fecha mais de 7 mil postos de trabalho”