Covid-19: HU de Londrina integra pesquisa que pode encerrar dúvidas sobre a eficácia (ou não) da hidroxicloroquina

Hospital participa de estudo liderado por grandes instituições de saúde do País; resultados prometem encerrar debate sobre o uso da medicação

Cecília França

O Hospital Universitário (HU) de Londrina integra uma pesquisa nacional que pode encerrar as dúvidas sobre a eficácia ou não da hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19. O estudo é uma iniciativa do grupo Coalizão Covid Brasil, que recrutou cerca de 60 instituições hospitalares pelo País em tempo recorde. No HU, os processos de adesão e tratamento levaram apenas dois meses e os dez pacientes participantes já receberam alta.

Continuar lendo “Covid-19: HU de Londrina integra pesquisa que pode encerrar dúvidas sobre a eficácia (ou não) da hidroxicloroquina”

Coronavírus: brasileiros relatam experiências com a pandemia no exterior – Yona Ribeiro, Arábia Saudita

Brasileira relata rotina de distanciamento social na universidade Kaust, uma pequena comunidade de 7 mil pessoas à beira do Mar Vermelho

Cecília França

O Ramadã, mês sagrado para os muçulmanos, terminou no último domingo de uma forma diferente na Arábia Saudita. Para evitar aglomerações e conter a proliferação do novo Coronavírus a monarquia saudita determinou lockdown de 24 horas no feriado, conhecido como Eid al-Fitr. A brasileira Yona Ribeiro, 36, acompanha tudo de Thuwal, cidade próxima a Jeddah, onde vive há pouco mais de um ano com o marido e a filha de quatro anos.

Continuar lendo “Coronavírus: brasileiros relatam experiências com a pandemia no exterior – Yona Ribeiro, Arábia Saudita”

Movimento Solidário de Londrina vê inércia dos governos em atender mais vulneráveis à pandemia

Como reação, grupo formula documento em que pede a suspensão da cobrança de tributos e taxas, além de isenções, como transporte público para trabalhadores; manifesto já chegou à Presidência da República

Cecília França

Logo no início da pandemia do novo Coronavírus dois grupos humanistas de Londrina vislumbraram as consequências da crise e se uniram para dar apoio às populações mais vulneráveis. Assim nasceu o Movimento Solidário 2020, do qual fazem parte o MPAC-PAL (Movimento Popular Contra a Corrupção: Por Amor a Londrina) e o MNDH/PR (Movimento Nacional de Direitos Humanos- Paraná). Diante do que considera uma inércia do Poder Público nas três esferas, o Movimento solicita a suspensão da cobrança de impostos, taxas e contribuições enquanto vigorar o estado de emergência decorrente da pandemia. O documento com as propostas será protocolado hoje, às 14h, na Prefeitura de Londrina. Governos estadual e federal já receberam suas cópias.

Continuar lendo “Movimento Solidário de Londrina vê inércia dos governos em atender mais vulneráveis à pandemia”

O presidente perdeu a condição de governar

por Integrantes da Comissão Arns de Defesa dos Direitos Humanos*

O momento é grave. É hora de dar um basta ao desgoverno. Hoje é preciso falar ao conjunto dos brasileiros, nossa população multiétnica, multirracial, com diversidade cultural e distintas visões políticas, 210 milhões de cidadãs e cidadãos. Hora de falar ao povo, detentor e destinatário dos rumos do país.

Continuar lendo “O presidente perdeu a condição de governar”

Coronavírus: brasileiros relatam experiências com a pandemia no exterior – Taís Renck, Espanha

Brasileira enfrentou a fase mais crítica da Covid-19 em Madri e defenda medidas de distanciamento social: “Talvez seja o sacrifício da nossa geração”

Cecília França

Há pouco mais de uma semana a brasileira Taís Renck Maciel, 38, voltou a fazer passeios, com limitação de uma hora, pela rua, sozinha ou acompanhada dos filhos gêmeos de 5 anos. Os passeios têm servido para arejar a rotina após o confinamento ostensivo iniciado em 15 de março em Madri, capital da Espanha, para conter o avanço do novo Coronavírus. Mas as “liberdades” ainda são poucas. Apesar de a Espanha ter iniciado nesta semana o que chama de Fase 1 do desconfinamento, grandes cidades, como a capital, permanecem na Fase 0.

Continuar lendo “Coronavírus: brasileiros relatam experiências com a pandemia no exterior – Taís Renck, Espanha”

Coronavírus: brasileiros relatam experiências com a pandemia no exterior – Anna Melo, Hungria

Mineira de 28 anos revela insegurança da comunidade brasileira em relatar possíveis sintomas da doença às autoridades; premiê Viktor Orbán culpou imigrantes pela entrada do vírus no país

Cecília França

“A situação é de muito desconforto. Não me sinto protegida nem pelo governo húngaro e nem pelo Itamaraty”. Assim a engenheira de dados Anna Melo Grzybowski, 28, resume seu sentimento por estar enfrentando o período de pandemia do novo Coronavírus em Budapeste, capital da Hungria, onde reside e trabalha há um ano e três meses. O país da Europa Central somava ontem 3.035 casos da doença e 351 mortes em decorrência da Covid-19.

Continuar lendo “Coronavírus: brasileiros relatam experiências com a pandemia no exterior – Anna Melo, Hungria”

Testes para a elite, um sinal de emergência

por Paula Vicente e Rafael Colli, integrantes da Comissão de Direitos Humanos da OAB/Londrina

O assunto por aqui continua sendo o Coronavírus, infelizmente não conseguiremos abordar qualquer outra coisa enquanto ameaça tão iminente paira sobre nossas cabeças.

Nesses tempos de pandemia os absurdos ocorridos nesta República de bananas são inúmeros, os últimos ataques ao Estado Democrático de Direito são gritantes e vexatórios e a inércia das instituições, um sinal sintomático da fragilidade de nossa Democracia. O líder da nação, que se vê como Luís XIV, aquele que dizia ser o “Estado”, desrespeita as recomendações da OMS, utiliza a pandemia para jogos políticos, desrespeita os familiares dos milhares acometidos pelo Covid-19 e se une a negacionistas conspiratórios em manifestações de claro caráter autoritário e ditatorial, e, como resposta, notas de repúdio!

Continuar lendo “Testes para a elite, um sinal de emergência”

Comércio: a tensão de quem teme reabrir as portas em meio à pandemia

Comerciantes e prestadores de serviços relatam dilema entre se manter financeiramente e o medo de exposição ao Coronavírus

Cecília França

O valor do aluguel não caiu um centavo, as contas básicas continuam chegando, o empréstimo solicitado a uma agência de fomento ainda não saiu. Depois de usar suas economias e fazer vendas antecipadas, a cabeleireira Daniela Germano Silva, 41, se viu obrigada a retomar as atividades no salão, em Londrina, nesta semana, mesmo estando no grupo de risco para a Covid-19 por ser asmática.

Continuar lendo “Comércio: a tensão de quem teme reabrir as portas em meio à pandemia”

Máscara de alta proteção criada por docentes da UEL pode solucionar falta do produto em hospitais

Projeto inovador da Máscara Azul A98 reutiliza material descartado e foi pensado, inicialmente, para suprir o Hospital Universitário durante a pandemia do Coronavírus

Cecília França

O pedido da reitoria da UEL para que o curso de Design de Moda desenvolvesse uma máscara de alta proteção para uso no Hospital Universitário (HU) chegou como um desafio, e o resultado foi inovação. A máscara Azul A98 consegue aliar proteção – por meio do material utilizado e do design – e sustentabilidade, uma vez que reutiliza o SMS (Spunbond Meltblown Spunbond), material descartado nos hospitais após o uso como embalagem cirúrgica. O objetivo inicial é suprir a demanda interna do HU, uma vez que a crise do Coronavírus levou à escassez de máscaras no mercado.

A enfermeira e docente da UEL Danielly Negrão se interessou pelo SMS há algum tempo e, há seis meses, implementou o Projeto Muda, que coleta e separa o material no HU para a produção de bolsas e outros itens. Foi através deste projeto que a docente do curso de Design de Moda Thassiana Mioto conheceu o SMS e entendeu seu potencial para a produção das máscaras.

Continuar lendo “Máscara de alta proteção criada por docentes da UEL pode solucionar falta do produto em hospitais”

Em manifesto, entidades civis de Londrina reivindicam garantias a populações mais vulneráveis à crise do Coronavírus

Documento, já entregue ao prefeito Marcelo Belinati, sugere também cuidados ostensivos com profissionais da saúde e assistência social

Rede Lume de Jornalistas

A Frente Feminista de Londrina, Pastorais, Sindicatos e diversas outras entidades civis organizadas e partidos políticos publicaram um manifesto de apoio às medidas sanitárias de isolamento social decretadas pelo Município e reivindicações voltadas à população em geral e, em especial, às populações negra, indígena, de mulheres, crianças e adolescentes e pessoas em situação de rua, altamente vulneráveis à contaminação e maiores atingidas pela ineficácia dos serviços públicos. No documento, entregue ao prefeito Marcelo Belinati na semana passada, os signatários solicitam desde a entrega regular de kits de higiene até o fortalecimento das formas de comunicação para que todos tomem conhecimento da evolução da pandemia e dos cuidados necessários para proteção.

Continuar lendo “Em manifesto, entidades civis de Londrina reivindicam garantias a populações mais vulneráveis à crise do Coronavírus”