“Meu maior receio são os surtos intra-hospitalares”, diz médica de Londrina sobre Covid-19

Cintia Grion, intensivista no Hospital Universitário de Londrina, vê a cidade com estrutura suficiente para atender afetados pela pandemia, mas teme que aumento de casos entre profissionais de saúde limite atendimento

Cecília França

A pandemia do novo Coronavírus alterou a rotina da médica intensivista Cintia Grion, 55, de Londrina. Já aposentada como plantonista e dedicando-se quase exclusivamente à vida acadêmica, ela quadruplicou sua carga horária na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atender ao aumento de demanda do Hospital Universitário (HU).

“O HU necessitou ampliar rapidamente o seu número de médicos plantonistas, e como tenho a formação específica e estava com tempo disponível, me voluntariei para aumentar minha carga horária dentro das UTIs na forma de plantão docente”, relata.

Continuar lendo ““Meu maior receio são os surtos intra-hospitalares”, diz médica de Londrina sobre Covid-19”