A solidariedade que vem da Reforma Agrária Popular

por Adriana Medeiros Farias, Manoel Dourado Bastos e Rozinaldo Antonio Miani*

Fotos: Wellington Lennon e Igor de Nadai

Em tempos de barbárie provocada pela extrema e perversa exploração capitalista – agravada pela emergência de uma pandemia causada pelo novo coronavírus -, a mercantilização dos bens da natureza atingiu patamares inimagináveis e insuportáveis. O capital financeiro internacional avança e segue transformando tudo em mercadoria: a terra, a água, o ar, a vida. A destruição das florestas, a concentração e a estrangeirização da terra, a liberação dos agrotóxicos, a exploração dos trabalhadores e trabalhadoras do campo têm atingido níveis ofensivos com impactos destrutivos para a humanidade. Nesse contexto, o agronegócio, expressão máxima das políticas do latifúndio, emerge como a principal referência de atendimento aos interesses das burguesias nacional e internacional e procura se impor como o modelo de economia rural para o país.

Continuar lendo “A solidariedade que vem da Reforma Agrária Popular”