Destaque

Londrina deve sediar encontro regional da população de rua

Cidade também vai receber seminário sobre o Programa Moradia Primeiro, uma iniciativa inédita no país de superação da situação de rua

Cecília França

Foto em destaque: Dia Nacional de Luta da População de Rua em Londrina/Bruno Mazzoni

Londrina deve ser a sede do encontro da regional Sul do Movimento Nacional da População de Rua (MNPR), a ser realizado entre maio e junho deste ano. A informação é do coordenador nacional do movimento, Leonildo Monteiro, que esteve na cidade na última semana. O evento deve ocorrer em paralelo com o Seminário Moradia Primeiro, outra iniciativa do MNPR. O programa já vem sendo executado em modo piloto em Curitiba, com bons resultados, e será ampliado ao longo do ano com recursos da Secretaria de Estado da Justiça (Sejuf).

Continuar lendo “Londrina deve sediar encontro regional da população de rua”

HU ‘fecha’ por 12 horas para pacientes não covid

Medida foi tomada após Pronto Socorro atingir 156% de ocupação

Cecília França

O Hospital Universitário de Londrina (HU) não está recebendo pacientes gerais desde o meio-dia desta terça-feira (23). A medida vale até a meia-noite e ocorre após a superlotação do Pronto Socorro da entidade, que com 156% de ocupação. Estão sendo recebidos apenas pacientes com suspeita ou confirmação de covid-19 em níveis moderado ou grave, conforme classificação pelo Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (SAMU).

Continuar lendo “HU ‘fecha’ por 12 horas para pacientes não covid”

Assassinato de trabalhador rural no Paraná chega à Corte Interamericana de Direitos Humanos

Antonio Tavares foi morto por um policial militar no ano 2000 durante repressão a uma marcha pela reforma agrária, quando outras 185 pessoas também ficaram feridas

Da Redação, com informações da assessoria do MST

Foto em destaque: Monumento em homenagem a Antonio Tavares/Divulgação

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) apresentou à Corte Interamericana de Direitos Humanos, órgão vinculado à Organização dos Estados Americanos (OEA), o caso “Antonio Tavares Pereira e outros vs. Brasil”, sobre o assassinato do trabalhador rural Antônio Tavares e as lesões corporais sofridas por 185 camponeses ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), por parte de policiais militares, em 2 de maio de 2000, no Paraná. A apresentação do caso à Corte quase 21 anos depois resulta da não responsabilização dos envolvidos na morte do trabalhador e do que o MST considera “repressão massiva pelo Estado”.

Continuar lendo “Assassinato de trabalhador rural no Paraná chega à Corte Interamericana de Direitos Humanos”

Não existe Direitos Humanos no fascismo

Por Paula Vicente e Rafael Colli*

Que semana, caros leitores, que semana. A folia de Momo não pôde acontecer, mas isso não impediu que a semana de carnaval de 2021 fosse extremamente agitada e cheia de altos e baixos.

A terça-feira de carnaval levou para trás das grades o deputado federal Daniel da Silveira, para deleite daqueles que têm o mínimo apreço pelo Estado Democrático de Direito. É claro que questionamos, inicialmente, a legalidade da prisão, tendo em vista que, ao pé da letra, o inquérito das fake news do STF é, em origem, irregular – uma vez que desrespeita o sistema acusatório, em tese, vigente no país – mas essas são questões técnicas e foram superadas pela manutenção do inquérito ao longo do tempo e pela votação realizada na Câmara dos Deputados, onde os pares de Daniel mantiveram a prisão.

Aliás, em que pese os ares de justiça sendo feita, a votação na Câmara nos parece muito mais um sacrifício de um “boi de piranha”, já que, assim, a boiada passa mais facilmente.

Continuar lendo “Não existe Direitos Humanos no fascismo”

‘Hoje posso ser quem sou’

Designer de moda, o paranaense César Scolari lavou pratos para sobreviver e revelou-se um talentoso cozinheiro ao disputar a final do Top Chef Brasil

Por Mariana Guerin*

Tudo o que o chef de cozinha paranaense César Scolari, 40 anos, mostrou em 2020, quando foi um dos finalistas do Top Chef Brasil, exibido pela Rede Record, é exatamente ele, sem tirar nem por. Inclusive o amor por sabores, cores, formas, pessoas e pela Maria Bethânia. 

Nascido em Alvorada do Sul, filho de mãe italiana, César tem Pedroso no sobrenome, mas adotou Scolari em homenagem à avó materna, sua maior incentivadora na cozinha. Cresceu com as irmãs mais velhas na cidadezinha do interior paranaense, “brincando nos quintais, nos pomares e na roça”, lembra.

Muito estudioso, passou a adolescência imerso nos livros: cursava magistério pela manhã e contabilidade à noite. Às tardes, estudava espanhol, pintura e desenho. “Era aquele CDF enturmado e comunicativo, mas não namorador.”

Continuar lendo “‘Hoje posso ser quem sou’”

Prefeitura tem 1.400 vacinas, mas só 200 inscritos

Podem ser imunizados neste sábado profissionais de saúde com 40 anos ou mais e população em geral com 85 anos ou mais

Foto: Isaac Fontana

A Prefeitura de Londrina tem 1.400 vacinas contra covid-19 para ofertar neste sábado (20) a profissionais de saúde com mais de 40 anos e à população em geral com mais de 85 anos. Mas, na tarde dessa sexta-feira (19), apenas 200 pessoas nestas condições haviam se cadastrado no site https://www2.londrina.pr.gov.br/sistemas/cadastrovacinacovid/ para receber as doses.

“Queremos destacar a importância do agendamento e de respeitar o horário agendado, bem como preencher as vagas para podermos caminhar para o fim desta pandemia”, disse o secretário municipal da Saúde, Felippe Machado, em áudio divulgado pela assessoria de imprensa do Município.

A vacinação será das 8 às 20 horas no Centro de Imunização na Zona Norte, sala para vacinação instalada no prédio do Centro de Convivência do Idoso (CCI) da Zona Norte, que será inaugurado nesse sábado. E também na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim do Sol.

Também poderão ser imunizados os trabalhadores e profissionais de hospitais que não puderam ser vacinados pelas equipes volantes.

A nova sala de vacinação na zona norte terá capacidade para aplicar entre 1.000 e 1.500 doses por dia, com vacinação simultânea em até 22 boxes. O intuito da Saúde é ampliar a imunização mediante a chegada de mais doses, para os novos grupos prioritários.

ENDEREÇOS

Centro de Imunização na Zona Norte: Rua Luis Brugin, 570

UBS do Jardim do Sol: Rua Via Láctea, 877

Famílias de presos voltam a pedir retorno das visitas presenciais

Paraná é o único estado da federação que não reabriu de nenhuma forma o sistema prisional desde o início da pandemia, em março do ano passado

Cecília França
Colaborou Milene Pascoal

Fotos: Protesto ontem no gramado da Prefeitura de Londrina, em frente à VEP/Milene Pascoal

Atualizada em 23/02 às 16h58 para inclusão da resposta do Depen

Familiares de detentos de Londrina e região realizaram um novo protesto ontem (18) em frente à sede das Varas de Execuções Penais (VEP) pedindo o retorno das visitas presenciais no sistema prisional de todo o Estado. Desde o início da pandemia as unidades estão fechadas e as visitas acontecem apenas de forma virtual, para evitar contaminações por covid-19. Os familiares argumentam que há formas de promover os encontros de forma segura e escalonada, como vem sendo feito em outros Estados.

Continuar lendo “Famílias de presos voltam a pedir retorno das visitas presenciais”

Movimentos sociais arrecadam material escolar; saiba como contribuir

Campanhas visam suprir necessidade de crianças e adolescentes de bairros periféricos de Londrina e cidades da região

Cecília França

O Movimento Autônomo Popular (MAP) e o Conexões Londrina lançaram campanhas de arrecadação de materiais escolares para crianças e adolescentes de bairros periféricos. A campanha do MAP é focada na ocupação Vila Feliz, na Zona Sul da cidade, já a do Conexões tem uma meta ampla de atender 3 mil estudantes em Londrina, Ibiporã, Cambé e Rolândia.

Continuar lendo “Movimentos sociais arrecadam material escolar; saiba como contribuir”

Frente Trans luta por ambulatório de saúde institucionalizado em Londrina

Coletivo aponta alta demanda regional e quer garantir que novo centro previsto pelo Estado funcione aqui

Cecília França

Foto em destaque: Detalhe do Ato Keron Ravach, em Londrina/Isaac Fontana

Cerca de 500 mulheres transexuais, travestis e homens trans de Londrina e região foram atendidos pelo Ambulatório Voluntário Melissa Campus ao longo de cerca de três anos. A estimativa é do coordenador do ambulatório, Enzo Lopes. Em 2021, no entanto, esse trabalho voluntário se encerrou e trazer um centro de atendimento em saúde institucionalizado para esse público tornou-se uma das principais pautas da recém criada Frente Trans de Londrina.

Continuar lendo “Frente Trans luta por ambulatório de saúde institucionalizado em Londrina”