Auxílio Emergencial à custa dos recursos da educação

Bolsonaro, Guedes e parlamentares do ‘centrão’ querem avançar nos recursos da educação para garantir auxílio emergencial

Por Sônia Castro Lopes*

O presidente da Câmara Federal, deputado Arthur Lira (PP-AL) em entrevista ao jornal O Globo (21/02/21), defendeu a desvinculação de recursos orçamentários para saúde e educação. Alegou que não há falta de verbas, mas má gestão. Argumentou, ainda, que o orçamento não pode ser engessado e o poder legislativo deve ter seu poder ampliado para deliberar sobre a pauta por meio de Propostas de Emenda Constitucional (PECs).

Em sentido análogo, discute-se no Senado uma PEC cujo objetivo é reinstituir o auxílio emergencial e para tanto pretende-se revogar a porcentagem mínima a ser destinada a esses dois setores. Essa PEC que quer recriar o auxílio de emergência já fora defendida pelo ministro Paulo Guedes em 2019 e agora segue relatada pelo senador Márcio Bittar (MDB-AC). O líder do Senado, Rodrigo Pacheco (MDB-MG) afirmou que a posição do relator pela desvinculação do índice mínimo constitucional da saúde e da educação não serão “impostos”, mas negociados. Bittar já declarou que quem manda na educação do país não são os chefes do poder executivo, mas sim as corporações formadas por diretores de escolas, reitores de universidades e sindicatos.

Continuar lendo “Auxílio Emergencial à custa dos recursos da educação”

Londrina tem recorde de internações e risco de caos

Segundo boletim da Prefeitura, há 134 londrinenses internados, sendo 58 em UTIs

Nelson Bortolin

Londrina bateu novo recorde de internações por covid nesta quarta-feira (24). São 134 londrinenses internados, sendo 58 na UTI. O pronto-socorro do Hospital Universitário fechou novamente, desta vez por 24 horas. Os conselhos regionais de medicina e enfermagem (CRM e Coren) divulgaram nota alertando que o Paraná está com seu sistema de saúde operando em capacidade máxima e cobraram medidas “enérgicas” das autoridades.

Continuar lendo “Londrina tem recorde de internações e risco de caos”

Londrina deve sediar encontro regional da população de rua

Cidade também vai receber seminário sobre o Programa Moradia Primeiro, uma iniciativa inédita no país de superação da situação de rua

Cecília França

Foto em destaque: Dia Nacional de Luta da População de Rua em Londrina/Bruno Mazzoni

Londrina deve ser a sede do encontro da regional Sul do Movimento Nacional da População de Rua (MNPR), a ser realizado entre maio e junho deste ano. A informação é do coordenador nacional do movimento, Leonildo Monteiro, que esteve na cidade na última semana. O evento deve ocorrer em paralelo com o Seminário Moradia Primeiro, outra iniciativa do MNPR. O programa já vem sendo executado em modo piloto em Curitiba, com bons resultados, e será ampliado ao longo do ano com recursos da Secretaria de Estado da Justiça (Sejuf).

Continuar lendo “Londrina deve sediar encontro regional da população de rua”

Pessoas trans ganham espaço no mercado de trabalho

Só no ano passado, agência especializada intermediou emprego para 800 transgêneros

Nelson Bortolin

A estudante de direito paulistana Gabriela Morais, 23 anos (foto acima), é assistente de operações de atendimento ao consumidor da startup paranaense Ebanx desde novembro do ano passado. Ela é uma entre 800 pessoas trans encaminhadas para o mercado em 2020 pela agência Transempregos. Apesar da onda conservadora que assola o País, aos poucos o mundo corporativo começa a abrir portas aos transgêneros brasileiros.

Continuar lendo “Pessoas trans ganham espaço no mercado de trabalho”

Assassinato de trabalhador rural no Paraná chega à Corte Interamericana de Direitos Humanos

Antonio Tavares foi morto por um policial militar no ano 2000 durante repressão a uma marcha pela reforma agrária, quando outras 185 pessoas também ficaram feridas

Da Redação, com informações da assessoria do MST

Foto em destaque: Monumento em homenagem a Antonio Tavares/Divulgação

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) apresentou à Corte Interamericana de Direitos Humanos, órgão vinculado à Organização dos Estados Americanos (OEA), o caso “Antonio Tavares Pereira e outros vs. Brasil”, sobre o assassinato do trabalhador rural Antônio Tavares e as lesões corporais sofridas por 185 camponeses ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), por parte de policiais militares, em 2 de maio de 2000, no Paraná. A apresentação do caso à Corte quase 21 anos depois resulta da não responsabilização dos envolvidos na morte do trabalhador e do que o MST considera “repressão massiva pelo Estado”.

Continuar lendo “Assassinato de trabalhador rural no Paraná chega à Corte Interamericana de Direitos Humanos”

Prefeitura tem 1.400 vacinas, mas só 200 inscritos

Podem ser imunizados neste sábado profissionais de saúde com 40 anos ou mais e população em geral com 85 anos ou mais

Foto: Isaac Fontana

A Prefeitura de Londrina tem 1.400 vacinas contra covid-19 para ofertar neste sábado (20) a profissionais de saúde com mais de 40 anos e à população em geral com mais de 85 anos. Mas, na tarde dessa sexta-feira (19), apenas 200 pessoas nestas condições haviam se cadastrado no site https://www2.londrina.pr.gov.br/sistemas/cadastrovacinacovid/ para receber as doses.

“Queremos destacar a importância do agendamento e de respeitar o horário agendado, bem como preencher as vagas para podermos caminhar para o fim desta pandemia”, disse o secretário municipal da Saúde, Felippe Machado, em áudio divulgado pela assessoria de imprensa do Município.

A vacinação será das 8 às 20 horas no Centro de Imunização na Zona Norte, sala para vacinação instalada no prédio do Centro de Convivência do Idoso (CCI) da Zona Norte, que será inaugurado nesse sábado. E também na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim do Sol.

Também poderão ser imunizados os trabalhadores e profissionais de hospitais que não puderam ser vacinados pelas equipes volantes.

A nova sala de vacinação na zona norte terá capacidade para aplicar entre 1.000 e 1.500 doses por dia, com vacinação simultânea em até 22 boxes. O intuito da Saúde é ampliar a imunização mediante a chegada de mais doses, para os novos grupos prioritários.

ENDEREÇOS

Centro de Imunização na Zona Norte: Rua Luis Brugin, 570

UBS do Jardim do Sol: Rua Via Láctea, 877

Famílias de presos voltam a pedir retorno das visitas presenciais

Paraná é o único estado da federação que não reabriu de nenhuma forma o sistema prisional desde o início da pandemia, em março do ano passado

Cecília França
Colaborou Milene Pascoal

Fotos: Protesto ontem no gramado da Prefeitura de Londrina, em frente à VEP/Milene Pascoal

Atualizada em 23/02 às 16h58 para inclusão da resposta do Depen

Familiares de detentos de Londrina e região realizaram um novo protesto ontem (18) em frente à sede das Varas de Execuções Penais (VEP) pedindo o retorno das visitas presenciais no sistema prisional de todo o Estado. Desde o início da pandemia as unidades estão fechadas e as visitas acontecem apenas de forma virtual, para evitar contaminações por covid-19. Os familiares argumentam que há formas de promover os encontros de forma segura e escalonada, como vem sendo feito em outros Estados.

Continuar lendo “Famílias de presos voltam a pedir retorno das visitas presenciais”

Movimentos sociais arrecadam material escolar; saiba como contribuir

Campanhas visam suprir necessidade de crianças e adolescentes de bairros periféricos de Londrina e cidades da região

Cecília França

O Movimento Autônomo Popular (MAP) e o Conexões Londrina lançaram campanhas de arrecadação de materiais escolares para crianças e adolescentes de bairros periféricos. A campanha do MAP é focada na ocupação Vila Feliz, na Zona Sul da cidade, já a do Conexões tem uma meta ampla de atender 3 mil estudantes em Londrina, Ibiporã, Cambé e Rolândia.

Continuar lendo “Movimentos sociais arrecadam material escolar; saiba como contribuir”

Frente Trans luta por ambulatório de saúde institucionalizado em Londrina

Coletivo aponta alta demanda regional e quer garantir que novo centro previsto pelo Estado funcione aqui

Cecília França

Foto em destaque: Detalhe do Ato Keron Ravach, em Londrina/Isaac Fontana

Cerca de 500 mulheres transexuais, travestis e homens trans de Londrina e região foram atendidos pelo Ambulatório Voluntário Melissa Campus ao longo de cerca de três anos. A estimativa é do coordenador do ambulatório, Enzo Lopes. Em 2021, no entanto, esse trabalho voluntário se encerrou e trazer um centro de atendimento em saúde institucionalizado para esse público tornou-se uma das principais pautas da recém criada Frente Trans de Londrina.

Continuar lendo “Frente Trans luta por ambulatório de saúde institucionalizado em Londrina”