Eles se deram um beijo

Por Régis Moreira*

Querem encaixotar o beijo. Beijo é beijo. Só a palavra beijo já traz em si o molhado da troca – O beijo disparador de racismo, bifobia e ódio de classe.

Nenhum beijo é igual

Boca na boca

Colada

Calada

Continuar lendo “Eles se deram um beijo”

Antiguidade é posto

Por Carlos Monteiro*

Já fotografei a Cidade Maravilhosa de todos os ângulos, em todos os seus aspectos grandiosos, em todos os dias, horários e estações do ano. De cima, de baixo, de lado, de frente ou fundos, subaquático, como escafandrista e à flor d’água como ‘remador’. Dos céus, sobre a cidade, no topo dos prédios, lajes beirais e telhados, alpinista de pedreiras, montanhas, pedras e pedregulhos, dependurado em antenas, postes, árvores e tudo mais que deu para subir. No calor da imagem perfeita, é sempre tarefa fácil. Tripé nas costas, junto a mochila, mosquetões segurando a câmera ao peito para que não saia esbarrando em tudo e cause uma possível avaria vou eu. Nessas horas o medo não existe e a sensação é de vitória.  

Continuar lendo “Antiguidade é posto”

Abuso psicológico não é entretenimento

Por Paula Vicente e Rafael Colli*

Fatos ocorridos no programa Big Brother Brasil, na última semana, trouxeram à tona alguns questionamentos importantes sobre abuso ou tortura psicológica e, principalmente, o papel da emissora e outros agentes que possibilitam a existência do programa.

Até onde vai o entretenimento?

Continuar lendo “Abuso psicológico não é entretenimento”

Desmistificar para transformar

Estudantes londrinenses criam projeto de comunicação que derruba o mito da doutrinação dentro das escolas

Por Mariana Guerin*

Um grupo de estudantes do Instituto Federal do Paraná em Londrina teve uma ideia inusitada em 2020, em pleno confinamento: propagar para a comunidade local as pesquisas realizadas pelos alunos e deixar mais acessíveis ao corpo estudantil os editais publicados pela direção do colégio. E nada mais inteligente do que apostar no uso das diferentes redes sociais como aplicativos de fotos, vídeos e música para conquistar o público e disseminar informação em tempos de pós-verdade.

O Projeto DesmistIFica surgiu em uma reunião do grêmio estudantil do IF e conta com 264 seguidores no Instagram e 37 inscritos no canal do Youtube. “A ideia era fazer um telejornal no Youtube”, cita o coordenador de Divulgação Científica do projeto, Randher Orlando. Segundo ele, participam da produção 18 alunos, que se dividem em ações de coordenação, comunicação, divulgação científica, feira de profissões, notícias, esportes e o espaço “Crer para Todos”.

Continuar lendo “Desmistificar para transformar”

Janelas são espelhos d’alma

Por Carlos Monteiro*

Depois das portas abertas e fechadas e a saída definitiva daquele tapete maltrapilho e maltratado para não mais voltar, guardado em algum lugar do passado, obsoleto objeto adjeto a tantas lembranças que já são brumas. Após a limpeza das gavetas atulhadas de quinquilharias, tralhas, cacarecos, fundos falsos das ilusões perdidas. Pilhas e baterias, já sem carga, que não alimentam mais nenhum prazer e já não guarnecem aquele deleite noturno, nos alvos sudários imaculados, novos sugadores da agonia notívaga, noctâmbula paixão.

Continuar lendo “Janelas são espelhos d’alma”

Há um ano…

Números disparam, a indiferença dos poderosos grita; só não mudam as angústias dos que seguem isolados

Por Mariana Guerin*

Eu me pego pensando no futuro sempre que me distraio. E para não enlouquecer, ligo a tevê. Num programa bem idiota para não pensar. Normalmente é uma receita, uma reforma, uma comédia romântica que faz meu coração palpitar. Mas quando acaba, eu penso. E não quero pensar.

Continuar lendo “Há um ano…”

O sufoco da vacina

Por Paula Vicente e Rafael Colli*

Não se fala em outra coisa desde o dia 17 de janeiro, quando a enfermeira Mônica Calazans foi vacinada em São Paulo, com a vacina do Butantan, contra a covid-19. A campanha de vacinação começou!

A notícia da vacina deveria ser apenas motivo de comemoração, alegria e esperança, mas o povo brasileiro não tem um minuto de paz, caro leitor! Nada nas terras brasilis se dá de maneira simples e tranquila.

Continuar lendo “O sufoco da vacina”