Segunda dose da Coronavac em Londrina será com 28 dias

Cerca de 960 londrinenses já podem agendar segunda dose a partir de hoje; próxima etapa será vacinar portadores de comorbidades

Mariana Guerin

A Prefeitura de Londrina atualizou o prazo para cadastro dos londrinenses que devem tomar a segunda dose da vacina Coronavac de 21 para 28 dias, conforme previsto pela recomendação do Instituto Butantan. Segundo o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, o sistema municipal de cadastro havia sido interrompido durante o fim de semana para ajustes, mas foi liberado a partir das 5 horas desta terça-feira e já está funcionando para pessoas que atingiram os 28 dias de espera entre a primeira e a segunda doses da Coronavac.

“Estamos trabalhando com o estoque municipal, já que faz quatro semanas que a cidade não recebe doses da Coronavac. Como o Butantan já retomou a produção da vacina, esperamos receber novas doses até a próxima quinta-feira para dar sequência à vacinação na cidade”, comenta Machado.

Ele cita que a segunda dose com 28 dias apresenta melhor resposta imunológica, segundo dados do próprio Instituto Butantan. “Hoje, 960 pessoas completam 28 dias da primeira dose em Londrina e já podem agendar a segunda dose da vacina. Para amanhã, mais 412 londrinenses estão aptos a tomar a segunda dose, sendo que o Município tem 1.997 vagas disponíveis para vacinação nesta terça”, alerta o secretário.

Segundo ele, como o universo de 960 pessoas é “pequeno”, elas serão comunicadas por mensagem de texto e pelos meios de comunicação da Prefeitura. “Quando alguém esquece de tomar a segunda dose, a equipe de Saúde faz contato telefônico com a pessoa para avisar. Os números têm mostrado que nosso sistema de controle de vacinação é eficiente”, diz.

Machado destaca que está aberto o cadastramento de mais de 20 mil pessoas portadoras de comorbidades na cidade, que devem ser imunizadas na sequência, conforme recomendação do Ministério da Saúde. “A grande maioria das pessoas preencheu o cadastro adequadamente e tão logo recebamos as vacinas para este público, vamos começar a vacinação”, garante o secretário, citando que Londrina tem 17.221 vagas para vacinar gestantes e puérperas, pacientes em hemodiálise, portadores de Síndrome de Down com idade entre 55 e 59 anos e beneficiários do Benefício de Prestação Continuada com idade entre 55 e 59 anos, conforme definição do governo federal.

Conforme Machado, Londrina atingiu 20% da população idosa vacinada. “Devemos concluir a vacinação de idosos com mais de 60 anos essa semana. Tivemos uma adesão boa, de 90%. E assim que finalizarmos esta etapa poderemos dar início à vacinação da população com comorbidades.”

O secretário informa que foi aberta licitação para a compra de um freezer para armazenamento de doses da vacina da Pfizer, caso ela seja direcionada ao município. A princípio, de 1 milhão de doses da Pfizer que o Brasil receberá na primeira remessa da empresa, 32 mil doses devem ser direcionadas ao Paraná e ficarão acondicionadas em Curitiba.

“Londrina terá capacidade para receber até 50 mil doses da Pfizer após a conclusão do processo de compra do freezer, que deve acontecer até o final de maio.” Até o momento, o município registra 113.435 londrinenses vacinados com a primeira dose, dos quais 65.235 também receberam a segunda dose.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s