Em uma semana, cinco morrem em operações da polícia em Londrina

Ao menos dois casos são contestados por familiares e amigos, que discordam da tese de confronto

Da Redação

Foto em destaque: Protesto da população contra morte de Cristiano Rodrigues/Reprodução Facebook

Desde o domingo passado, quando Cristiano Rodrigues de Jesus, de 20 anos, foi morto em uma abordagem da Polícia Militar (PM) no Jardim Califórnia, outras quatro mortes ocorreram na cidade durante operações policiais. Ao menos dois casos são contestados por familiares e amigos: o de Cristiano e o de Giovani José Garavello de Nardi, também de 20 anos, alvejado no Flores do Campo na última sexta-feira.

O caso de Rodrigues gerou revolta na população, que promoveu protestos durante três dias na Avenida Dez de Dezembro pedindo justiça. Na terça-feira a família do rapaz também esteve na sede do Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) solicitando investigação da conduta dos policiais. Eles afirmam que Rodrigues respondia em liberdade por um assalto que não cometeu, por isso usava tornozeleira eletrônica, e que não reagiu à abordagem. A PM, por sua vez, diz que o rapaz portava uma arma e que com ele foram apreendidas porções de entorpecentes.

O caso de Giovani causou revolta e estranheza em moradores do Flores do Campo. Uma liderança do bairro disse à Lume que o rapaz trabalhava com reciclagem e nunca “deu trabalho, nunca incomodou os vizinhos”. Segundo ela houve opressão com tiros de borracha contra a população que tentou reagir à ação.

A polícia informou que o caso aconteceu no contexto da Operação Pronta Resposta III. Equipes da RONE teriam abordado o rapaz, que correu para dentro de uma casa e disparou, na sequência, contra os policiais, “necessitando o revide para conter injusta agressão“. Giovani vai ser sepultado neste domingo em Carlópolis (PR), sua cidade natal.

Outros casos

Na quarta-feira (14) foram registradas duas ocorrências na cidade. Dois jovens – Bruno Oliveira de Moraes, de 28 anos, e Felipe Matheus da Silva Araújo, de 21 – morreram durante abordagem da PM na entrada do Jardim São Jorge, região norte da cidade. Eles estavam em um veículo roubado e com eles foram apreendidas duas pistolas, uma quantia em dinheiro e drogas.

O outro caso ocorreu também na quarta-feira, no Maria Cecília, quando Lucas Elias da Silva, de 21 anos, teria demorado a responder a uma ordem da PM para sair do veículo. Na sequência, teria apontado uma arma para os policiais, foi alvejado e morreu no local.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s