Londrina tem classificação roxa, a de maior risco para covid

Recomendação do conselho de secretários para o caso é o fechamento de todas as atividades não essenciais

Nelson Bortolin

A cidade de Londrina foi colocada na classificação roxa da tabela de risco de covid do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) pelo Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (Coesp). Esta é a faixa de mais alto risco e, de acordo com o Conass, implica no fechamento de todas as atividades econômicas não essenciais.

O relatório da reunião do Coesp dessa quinta-feira (28) é muito preocupante. Diz que os números de casos confirmados e notificações de SG (síndrome gripal) nas últimas semanas são os maiores observados desde o início da pandemia em Londrina.

A ocupação de leitos na regional está próxima de 90% “culminando na transferência de pacientes para outras regiões”.

O Coesp faz dez recomendações à Prefeitura, dentre elas, a necessidade de se atentar ao risco de introdução de variantes do novo coronavírus junto com o aumento de casos de dengue. Também pede para que o município reavalie os leitos disponíveis para covid em toda a rede hospitalar. Solicita também o monitoramento dos fornecedores quanto ao risco de eventual colapso no fornecimento de oxigênio aos hospitais.

O relatório também recomenda “reforço nos cuidados e fiscalização do distanciamento social com a manutenção da proibição por decretos municipais e estaduais às aglomerações de pessoas, mesmo que famílias, em locais/eventos públicos ou privados”. Por fim, pede novas medidas para intensificar o isolamento social.

O relatório do conselho não fala em fechamento das atividades econômicas, mas tem anexa a tabela de recomendações do Conass abaixo:

“A Portaria 356/2020 foi publicada em 11 de março do ano passado pelo Ministério da Saúde e estabelece as medidas de enfrentamento à pandemia. Ela determina que a medida de quarentena seja adotada com o objetivo de garantir a manutenção dos serviços de saúde e pode vigorar por até 40 dias, podendo ser prorrogada.

Sobre o responsável por decretar a quarentena, diz que: “deverá ser editada por Secretário de Saúde do Estado, do Município, do Distrito Federal ou Ministro de Estado da Saúde ou superiores em cada nível de gestão, publicada no Diário Oficial e amplamente divulgada pelos meios de comunicação”.

RECORDES

Tanto a média móvel diária de mortes como a média móvel de novos casos de covid se encontram nos patamares mais altos desde o início da pandemia na cidade.

São 7 mortes em média por dia e 365 novos casos em média por dia.

Essas médias representam a soma de óbitos ou novos casos dos últimos sete dias dividida por sete.

Veja nos gráficos:

Um comentário em “Londrina tem classificação roxa, a de maior risco para covid

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s