Média móvel de novos casos de Covid cai 28% desde 7 de setembro

Secretário da Saúde diz que só poderá afirmar se pandemia está arrefecendo em Londrina após reunião nesta terça-feira (22)

Nelson Bortolin

Londrina registrou 118 novos casos de Covid-19 e três mortes nesta segunda-feira (21). A média móvel diária de novos casos ficou em 116, número 28% menor que o de 14 dias atrás, no feriado de 7 de setembro, quando a média era de 162 novos casos diários.

Continuar lendo “Média móvel de novos casos de Covid cai 28% desde 7 de setembro”

Opinião: Ódio ao padre Júlio Lancellotti é ódio à população de rua

Por Cecília França, editora da Rede Lume de Jornalistas

Foto em destaque: Bruno Mazzoni

O padre Júlio Lancellotti, apoiador da população de rua em São Paulo há décadas, foi alvo de uma campanha de ódio iniciada por um pré-candidato à prefeitura da capital paulista na última semana. Em uma postagem, Arthur do Val o classificou como “cafetão da miséria” e deu a entender que teria um dossiê contra o sacerdote. Após a ameaça virtual, veio a real: um homem de moto passou na rua em que o padre presta atendimento aos moradores de rua e o xingou de “filho da p…” e “defensor de nóia”. Afinal, o que leva alguém a odiar o Padre Júlio Lancellotti?

Continuar lendo “Opinião: Ódio ao padre Júlio Lancellotti é ódio à população de rua”

‘Estamos falando de direitos e não de ajuda’

Há duas décadas, a assistente social Regina Moreno aproxima políticas públicas de famílias carentes e transforma vidas na capital paulista

Por Mariana Guerin, jornalista e confeiteira em Londrina. Adoça a vida com quitutes e palavras

“Quanto mais direitos, melhor. E políticas públicas também. O caminho está ai.” Essa é a saída para resgatar famílias em situação de vulnerabilidade, na opinião da assistente social Regina Célia Barbosa Moreno, que atua na gestão de serviços de saúde há vinte anos, no Conjunto Hospitalar do Mandaqui, na Zona Norte de São Paulo.

Continuar lendo “‘Estamos falando de direitos e não de ajuda’”

Moradores do ‘Flores’ relatam opressão policial após morte de soldado na Zona Norte

Cecília França
colaborou Nelson Bortolin

Foto em destaque: Facebook do Flores do Campo

Moradores da ocupação Flores do Campo, em Londrina, relatam dias de tensão ao longo desta semana, após o assassinato brutal de um policial militar na Zona Norte, na noite da última segunda-feira. Segundo eles, policias têm realizado abordagens violentas no local. “O pessoal não dormiu. A noite toda a polícia lá, já começou as agressões. O pessoal que saiu cedo pra trabalhar…nossa, ninguém merece isso: sair pra trabalhar e apanhar”.

Este foi o relato enviado por uma moradora a uma amiga no dia seguinte à execução do soldado Bruno Felipe Monteiro do Prado. Ele estava em uma moto quando foi acuado por dois veículos e atingido por cerca de 15 disparos. Um dos carros utilizados pelos criminosos foi encontrado em chamas próximo ao ‘Flores’. A investigação do caso está em andamento.

Continuar lendo “Moradores do ‘Flores’ relatam opressão policial após morte de soldado na Zona Norte”

Alternativa para a atuação parlamentar, mandatos coletivos estão em alta

Modelo em que decisões são tomadas em grupo tiveram salto de sete para 98 candidaturas nas últimas eleições legislativas

Fábio Galão

As eleições municipais de novembro podem marcar o aprofundamento de um fenômeno político em alta: os mandatos coletivos e compartilhados. Trata-se de uma modalidade de atuação parlamentar em que o nome de um candidato aparece na urna eletrônica e na Justiça Eleitoral (que só permite registros individuais de candidatura), mas as decisões do mandato, como votos em comissões e em plenário e apresentação de projetos de lei, são tomadas por um grupo.

Continuar lendo “Alternativa para a atuação parlamentar, mandatos coletivos estão em alta”

Motoristas de aplicativos recebem alerta para evitar ‘favelas’ após morte de policial

Depois de circulação de áudio alertando para diligências da polícia, muitos profissionais preferiram não rodar esta noite

Cecília França

Após a execução de um policial militar na noite de ontem (14), na Zona Norte de Londrina, muitos motoristas de aplicativos decidiram evitar a periferia da cidade com receio de um enfrentamento entre criminosos e policiais. Durante o dia, circulou nos grupos de WhatsApp um áudio que alertava para a ação de policiais nas “favelas” e muitos motoristas preferiram não rodar na noite desta terça-feira. Com a escassez de carros, os preços da Uber chegaram a aumentar em quatro vezes, conforme prints enviados à reportagem.

Print enviado à reportagem mostra aumento nos preços das tarifas da Uber
Continuar lendo “Motoristas de aplicativos recebem alerta para evitar ‘favelas’ após morte de policial”

Londrina tem 5 mortes por Covid em 24 horas

O número de novos casos foi de 166, segundo boletim divulgado nesta terça-feira (15)

Nelson Bortolin

Depois de dois dias apresentando números baixos de óbitos e de novos casos, o boletim epidemiológico da Prefeitura de Londrina desta terça-feira (15) voltou a mostrar a gravidade da pandemia na cidade. Morreram mais 5 pessoas e foram registrados 166 novos casos. Os óbitos são de dois homens, de 47 e 81 anos, e de três mulheres, com 68, 79 e 82 anos. Segundo a Secretaria de Saúde, todos tinham comorbidades.

Continuar lendo “Londrina tem 5 mortes por Covid em 24 horas”

Presos de Cambé mostram, em vídeo, superlotação da cadeia

Com capacidade para 32 presos, prédio abriga cerca de 180 pessoas

Cecília França

Oito meses após divulgarem um vídeo denunciando a situação precária da Cadeia Pública de Cambé, presos fazem nova filmagem de celas e pátio lotados. No vídeo, gravado no dia 11 de setembro, um dos presos narra a situação e pede a atenção da mídia e da sociedade: “Questão da superlotação: a unidade tem capacidade para 32 presos mas nós estamos em quase 180, aglomerados no pátio. Isso aqui é uma cadeia adaptada, não dá suporte odontológico, jurídico, médico, educacional, isso impossibilita total a ressocialização de uma forma adequada pra gente”, diz.

Continuar lendo “Presos de Cambé mostram, em vídeo, superlotação da cadeia”

Desemprego e pandemia: Londrina fecha mais de 7 mil postos de trabalho

Outros 37 mil trabalhadores tiveram contratos suspensos ou reduções de jornadas e salários

Cecília França

Desde o início da pandemia, no mês de março, até o final de julho, Londrina fechou 7.021 vagas de emprego com carteira assinada. Os dados são os mais recentes do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Comércio e serviços foram os setores mais afetados. O grande número de desligamentos se concentra no mês de abril, com saldo negativo de 3.867 vagas. O período coincide com o primeiro fechamento do setor produtivo, decretado pela prefeitura entre 20 de março e 20 de abril, em função da pandemia do novo Coronavírus. O primeiro caso na cidade foi confirmado em 17 de março.

De março a julho foram 18.573 admissões e 25.594 demissões na cidade. Apenas a agropecuária manteve saldo positivo de 17 vagas; todos os outros setores fecharam com queda (veja abaixo). Serviços teve o saldo mais negativo: 3.739 vagas a menos, com grande concentração nos segmentos de alojamento e alimentação (-1.415), entre os mais afetados pelo isolamento social decorrente da pandemia. Na sequência, aparece o setor comercial com a maior perda de vagas: -2.077.

Continuar lendo “Desemprego e pandemia: Londrina fecha mais de 7 mil postos de trabalho”

Saúde registra apenas uma morte por Covid-19 no fim de semana

Número de novos casos foi de 210 no sábado e 87, no domingo

A Prefeitura de Londrina registrou apenas uma morte por Covid-19 em Londrina neste final de semana. Trata-se de um homem de 59 anos, com comorbidade, segundo boletins epidemiológicos divulgados pela Secretaria da Saúde. Ele faleceu neste domingo.

Já o número de novos casos bateu recorde no sábado: 210. E foi bem menor no domingo: 87.

Continuar lendo “Saúde registra apenas uma morte por Covid-19 no fim de semana”