Sindicatos realizam protesto em memória das vítimas de Covid-19 em Londrina

Grupo também cobrou responsabilidades do Poder Público no combate à pandemia

Cecília França

O gramado da Praça dos Três Poderes, em frente à Prefeitura de Londrina, ficou cravejado com 158 cruzes por cerca de uma hora e meia na tarde desta quarta-feira (26) para lembrar as vítimas fatais da Covid-19 na cidade. O protesto foi promovido pelo Coletivo de Sindicatos de Londrina, que reúne 30 entidades de classe. Além de prestar solidariedade às famílias, o grupo também cobrou responsabilidades do poder público no combate à pandemia.

Os participantes se mantiveram em silêncio a maior parte do tempo. Realizaram, ainda, uma contagem até 158, marcando o número de mortes alcançado ontem. “Fizemos o ato em solidariedade às vitimas e às famílias para lembrar esse período difícil que a gente está vivendo e cobrar das autoridades uma responsabilidade no enfrentamento disso, para proteger os trabalhadores e trabalhadoras”, destaca Reinaldo Zanardi, diretor do Sindicato dos Jornalistas do Norte do Paraná (Sindijor).

Na última semana epidemiológica, Londrina registrou número de recorde de contaminações pelo novo Coronavírus: foram 670. Ontem, alcançamos o total de 5.068 casos confirmados. “O empresariado está pressionando para abrir tudo e a rede de saúde não vai conseguir atender. Mesmo se direcionar tudo para atender Covid, como ficam as outras enfermidades?”, questiona Zanardi.

A prefeitura vem promovendo uma reabertura gradual das atividades econômicas. Já estão funcionando, ainda que com limitações de público, praças de alimentação, igrejas, parques e praças públicos, e buffets. Muitas dessas decisões contrariam indicações do Coesp (Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública), criado justamente para orientar as decisões do Executivo municipal.

“Quando você cria um comitê, mesmo que ele seja consultivo, você está dizendo ‘Eu quero ouvir a sociedade civil organizada para tomar minhas decisões’. Se você ouve e não acata, então porque investiu tempo e pessoas nesse órgão? O dinheiro está acima da vida?”, questiona Zanardi.

Além do Sindijor, participaram da manifestação representantes do Sindicato dos Bancários, Sindicato dos Metalúrgicos, Sindiprevs e SindSaúde.

Manifestantes em frente à Prefeitura de Londrina. Fotos: Divulgação

Um comentário em “Sindicatos realizam protesto em memória das vítimas de Covid-19 em Londrina

  1. O Coletivo de Sindicatos de Londrina, ao fincar 158 cruzes em frente ao Paço Municipal, realizou uma importantíssima atividade em defesa da saúde pública municipal, por várias razões, dentre outras. A uma, porque deu visibilidade ao número de mortes pelo covid no Município. A duas, porque se solidarizou com as famílias dos mortos pelo covid. A três, porque um ato como esse, no lugar em que aconteceu, tem o mérito de chamar a atenção das autoridades públicas, ainda mais no caso de Londrina, em que não se criou, institucionalmente, espaços para que as representações sociais pudessem participar efetiva e diretamente do processo de decisões a serem tomadas pelo Prefeito. Enfim, por tudo isso e muito mais, os meus parabéns ao Coletivo de Sindicatos de Londrina

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s